quarta-feira, 14 de março de 2012




A Aurora Polar é também conhecida como Aurora Boreal, no hemisfério norte – ela é assim chamada por Galileu Galilei, em homenagem à deusa romana do alvorecer, e ao deus que rege os ventos do Norte, seu filho, Bóreas -, e Aurora Austral, no hemisfério sul, designada desta forma pelo navegador inglês James Cook, ao se referir à sua localização, o Sul.
Este fenômeno, um sublime espetáculo de luzes e cores, é na verdade um evento inerente ao campo visual, próprio do espaço polar de nosso Planeta, embora não se limite apenas à Terra, ocorrendo também em Júpiter, Saturno, Marte e Vênus.
Ele acontece em virtude do choque produzido por partículas de vento solar no perímetro magnético terrestre. Geralmente estas luzes se manifestam nos períodos que vão de setembro a outubro e de março a abril. Apesar da beleza natural deste processo, ele pode ser igualmente reproduzido por meio de explosões nucleares ou em pesquisas laboratoriais.
A Aurora Boreal pode se expressar de diversas formas – sob a aparência de pontos de luz, como faixas horizontais ou pequenos círculos luminosos -, embora estejam constantemente ajustados à linha do campo magnético do Planeta. Em vários momentos estas luzes se exprimem em diversas cores, simultaneamente. Em outros, elas compõem semicircunferências que se metamorfoseiam o tempo todo

A Aurora Polar da Terra é desencadeada pela manifestação de elétrons portadores de uma carga energética equivalente a um espectro que vai de um a quinze keV, somados a prótons e partículas alfa, e a luz emerge justamente quando eles se chocam com os átomos do espaço no qual respiramos, principalmente com fragmentos de oxigênio e nitrogênio, normalmente em altitudes que variam entre 80 e 150 km. Processa-se então um fenômeno de ionização, dissociação e estimulação de partículas.


Durante a ionização, os elétrons são deslocados do átomo, levam consigo a energia despertada e geram uma espécie de efeito em cadeia da produção de espécies químicas eletricamente carregadas, por perda de elétrons, em outros átomos. Este estímulo tem como conseqüência um ato de emissão energética, gerando no átomo uma condição de total inconstância. Estes estados de instabilidade enviam ondas luminosas em freqüências vibratórias típicas, enquanto tendem a encontrar o equilíbrio.

Geralmente a impressão luminosa é comandada pelo envio de partículas de oxigênio a altos níveis da atmosfera, aproximadamente por volta de 200 km de altitude, o que causa a produção de tons verdes. Porém, quando são desencadeados intensos temporais, alturas menos elevadas da atmosfera são golpeadas, gerando tonalidades vermelhas mais escuras, devido à presença de átomos de nitrogênio em grande quantidade, seguidos pelos de oxigênio.

Apesar do espetáculo oferecido à visão pela Aurora Boreal, os ventos solares intervêm nos sistemas de comunicação terrestres e nos mais variados mecanismos eletrônicos criados pelo Homem, provocando grandes prejuízos à criação humana. Ao longo da história, cientistas e exploradores vêm se referindo a prováveis sons provocados por este fenômeno, embora ninguém nunca os tenha reconhecido oficialmente, por serem ainda divergentes do conhecimento adquirido pela Humanidade.


A Aurora Boreal é também muito presente na mitologia nórdica, que reserva a este evento belas páginas da literatura, passagens marcantes e poéticas que descrevem estas luzes como espíritos elevados ou estrelas com potencial destrutivo, e até mesmo a Bíblia se refere a este fenômeno em um trecho do Livro de Ezequiel.
ALGUMAS IMAGENS....












quinta-feira, 17 de junho de 2010

Herbert Alexandre Galdino Pereir

Link para dowloads de alguns trabalhos do cientista e grande pensador Herbert Alexandre Galdino Perier, que criou a Teoria do Triângulo das Bermudas.

sábado, 27 de fevereiro de 2010

mundo dos curiosos: Lugares maravilhosos

mundo dos curiosos: Lugares maravilhosos

Lugares maravilhosos

10 lugares da Terra que parecem outro planeta - -

O planeta Terra possui belezas extraordinárias. A prova disso é que existem certos lugares do nosso planeta que são tão incomuns que chegam a dar a impressão que estamos em outro planeta, ou em um cenário deliberadamente criado para não parecer a Terra que nós conhecemos. Confira dez lugares bem curiosos da Terra:
1- A floresta de pedra de Madagascar
Milhares de picos de calcário foram cortados pela chuva ao longo de milhares de anos para formar esta paisagem absolutamente incomum em Madagascar.
A chuva vai minando a rocha e produzindo as formas pontiagudas, que dividem-se em formas de quarteirões. Uma absurda variedade de animais vive neste ambiente curioso. Animais adaptados à vida desértica habitam os picos, enquanto criaturas que vivem na umidade e sombra habitam as partes baixas.


2- A Ilha Socotra
 



Com cerca de 3.600 km quadrados, esta ilha surpreende a todos com suas paisagens alienígenas. As plantas da espécie Dracaena cinnabari que existem lá tem esta forma natural de cogumelo.
Elas não são esculpidas por um jardineiro, mas pela evolução, ou talvez quem sabe isso seja a prova derradeira de que ??o jardineiro é Jesus?? Hahahaha.
3- Solar de Yuni, o lago de sal boliviano



Aqui mesmo na América do Sul existe um lugar incrível. Um enorme lago salino que parece mais um efeito 3d dos primeiros softwares de criação de paisagens procedurais.



À parte do lago salino, existe um belo deserto, muito plano com verdadeiras esculturas criadas pelo vento.


O local também abriga alguma atividade vulcânica, que produz gêiseres formando paisagens de rochas e vapor que nos remetem imediatamente aos planetas mais distantes no espaço.


4- Dry Valleys na Antartida



O vale seco da Antártida é considerado por geólogos o local mais parecido com o solo marciano no nosso planeta. Curiosamente, este lugar da Antártida quase nunca neva e apenas faz um frio de doer. Não há qualquer planta visível num raio de quilômetros.


Isso faz com que o solo do lugar seja único. Há ali um lago permanentemente congelado que tem vários metros de espessura. Com o congelamento, centenas de rachaduras surgiram no gelo, produzindo uma espécie de marmorizado bastante curioso. Abaixo deste gelo todo, estão microorganismos vivendo numa água absurdamente salgada. Esses animais vem sendo pesquisados pelos cientistas, pois eles vivem em ambientes tão hostis que alguns especulam que eles poderiam sobreviver em outros planetas.


5- Kilkuk ? Canadá


Todo ano, durante o intenso calor do verão, a água do lago Spotted, localizado na Colubia Britânica, no Canadá evapora, deixando pequenos lagos coloridos de grande concentração mineral. É um fenômeno raro no planeta. Em sua maioria os minerais depositados nos lagos são sulfato de magnésio, sulfato de cálcio e sódio, além de prata e titânio entre outros minerais. O local do lago mede cerca de 15 acres, e fica numa propriedade privada.
6- O campo de golfe do diabo ? Vale da morte, USA




O campo de golfe do diabo recebe este nome curioso por se tratar de um lugar desértico, praticamente desprovido de vida e com uma formação rochosa peculiar, que produz cristalizações e fendas intercaladas. Um visual absolutamente incrível. O lugar fica no fundo do Vale da Morte, próximo à Califórnia, e é o local mais profundo dos EUA.
O parque nacional do vale da morte é um dos lugares mais quentes e mais secos do planeta.
7- Columnar Basalt



Este é definitivamente um lugar esquisito. É formado pela lava vulcânica que subitamente se resfriou e contraiu, formando milhões de colunas hexagonais de basalto. Um cenário tão estranho que parece saído dos sonhos surrealistas de Salvador Dali. O local abaixo fica ao norte da Irlanda.
Esta é a caverna Fingal, que fica na Escócia. Impressionante que as colunas de basalto vem de baixo para cima e de cima para baixo, lembrando a entrada de uma catedral gótica.
Estima-se que estasa formações foram geradas a 60 milhões de anos. Sua aparência é tão curiosa que parece ter sido esculpida pelo Homem, ou ? no caso da paisagem extraterrestre, pelos aliens.


8- Mina Naica, a Caverna de cristal ? México



Esta é a caverna com os maiores blocos de cristal de selenita conhecidos no mundo. Alguns afloramentos passam dos 11 metros de altura e ultrapassam as 55 toneladas. Ela ganhou o apelido de ?Fortaleza da Solidão?, em homenagem a ?casa? do Super Homem. Certamente que na vastidão do Universo devem existir cavernas com verdadeiras montanhas de cristal em seu interior. A Caverna de cristal, chamada Mina Naica, fica em Chihuahua no México foi descoberta acidentalmente, por trabalhadores que perfuravam um túnel de acesso à mina de prata. Agora é um patrimônio da humanidade e também uma breve pista das maravilhas do universo, em sua ampla maioria, que nunca serão vistas pelos olhos humanos.

 
9-Plitvice Lakes ? Um lugar tão bonito que nem parece a Terra


Plitvice Lakes fica na Croácia e é um parque nacional formado por cerca de 16 lagos e dezenas de cachoeiras maravilhosas. Certamente este é um dos lugares mais bonitos que existem. Quando eu penso em ?Jardim do Éden?, penso em Plitvice Lakes..
Sua formação geológica formada pelo carbonato de cálcio colore a água, produzindo uma miríade de lagos azul turquesa, cercados por uma exuberante flora.


10- Vale da Lua ? Chapada dos Veadeiros ? Brasil




Para encerrar, um lugar muito pouco conhecido dos brasileiros. O Vale da lua recebe este nome pela sua paisagem. Esculpido pela chuva e pelo vento, o local atrai turistas de todo o mundo que vem para o Brasil conhecer esta incrível conformação de rochas, que lembra muito a paisagem lunar. O lugar é cheio de piscinas naturais deliciosas onde se pode tomar banho. Ele fica a 38 km de Alto Paraíso, em Goiás. As formações rochosas são em grande parte de quartzo, com aflorações de cristais para todo canto. Um lugar com uma paisagem definitivamente de outro mundo.
Certamente devem haver outros lugares tão ou mais estranhos que estes, afinal nosso planeta esconde maravilhas em diversos lugares, alguns inacessíveis o suficiente para manter o mistério até os dias atuais.
GUMP!
Link Original:
http://www.mundogump.com.br/10-lugares-da-terra-que-parecem-outro-planeta/
.ExternalClass .ecxhmmessage P {padding:0px;} .ExternalClass body.ecxhmmessage {font-size:10pt;font-family:Verdana;}